Telefone: (21) 2262-2726 | Email: apa1@bndes.gov.br / secretaria@apabndes.org.br

LDP – Plano BD

O presidente do BNDES Luciano Coutinho já informou que nosso plano fica como está, inclusive com o déficit, mas será fechado. Isso significa que ninguém mais poderá entrar. O objetivo é extinguir nosso plano BD, uma vez que, um dia, todos estaremos mortos.
Será lançado um novo plano BD, espelho do atual, mas, além de fechado, saldado. O que significa o fim das contribuições, em mecanismo que ainda não temos dados para definir. Esse plano teria redução de benefícios em troca da autorização para o aporte devido pelo banco. Esse foi o modelo que foi usado no BANRISUL,  que parece servir de base para nós.

O incentivo para os assistidos migrarem para esse novo plano seria o fim do déficit. Para os futuros empregados do BNDES será criado um plano CV –  contribuição variável. O que posso afirmar, com base na legislação setorial é o seguinte:

. O modelo BANRISUL só sairá quando o BNDES tiver o OK do DEST e a FAPES da PREVIC. Não sei dizer o quão avançados se encontram esses entendimentos, mas acredito que nada ocorrerá antes de março próximo.
. Quando autorizados, o Patrocinador BNDES e a gestora FAPES terão que dar, no mínimo, 30 dias de prazo para a divulgação das futuras regras, oposição de dúvidas e recebimento de propostas.
. Depois a PREVIC terá, no mínimo, 60 dias para manifestar-se sobre a versão definitiva dos planos.
. Haverá, então, um prazo de cerca de 90 dias para a adesão ou migração dos participantes.

Resumindo: se não houver atrasos nesse cronograma, haverá, no mínimo um prazo de 180 dias para que tenhamos que decidir pela migração, lembrando que também podemos simplesmente não fazer nada e nossos direitos não podem ser alterados. Isso vai depender do que vier a ser realmente oferecido.

Para os colegas ativos, esse será o prazo em que poderão aposentar-se para garantir o direito adquirido do atual plano BD, se for essa a sua opção.

LDP – Sobre o GEP

O Programa de Gestão Estratégica de Pessoas (GEP) da Área de Recursos Humanos do BNDES é um “projeto estru-turante de carreira para atender a Casa pelos próximos 30 anos”, que busca, entre outros objetivos, a migração dos empregados integrantes do PUCS para o PECS. A ARH deve iniciar agora uma série de apresentações do GEP para o corpo funcional, divulgando os aspectos técnicos do programa e ressaltando estar ainda em fase de elaboração.

Antes de mais nada, é com satisfação que vemos esse assunto tão crítico ser discutido com transparência, visão de longo prazo e oportunidade. Nesse horizonte de 30 anos, todos os atuais interessados estarão… aposentados.

A AFBNDES manifesta preocupação quanto à isonomia entre os ativos. E os aposentados? Como ficaremos atrelados a planos que já não mais existirão, como seremos tratados? Não sabemos ainda, mas há uma clara necessidade de acompanhamento pela APA. As AFs estarão representando universos menos homogêneos, o que é natural e desejável por suas características. Acredito que para muitos essa será a primeira vez que estarão ouvindo falar no GEP, uma sigla que promete ficar por muitos anos atrelada a nosso futuro.

Um abraço,

Luiz Borges
Presidente da APA

LDP – Boas novas!

Boas novas!

A APA tem várias boas notícias este mês. Contratamos uma advogada, a Dra. Marta Rocha, que trabalhava na AFBNDESPAR, para ajudar na informação de nossos associados sobre suas ações judiciais. A Diretoria Jurídica se encontra realizando um levantamento sobre o teor da carta enviada pela FAPES a alguns participantes, que tanta polêmica trouxe aos que receberam. Assim que tivermos novos esclarecimentos, nós o colocaremos no nosso site e faremos publicar no APALAVRA e no Master Gendes.

A administração da APA concluiu, dia 29 de julho, seu processo inicial de Alinhamento Estratégico, incluindo a definição de sua visão e missão, bem como uma análise SWOT e o detalhamento das atribuições de cada uma das diretorias. Os resultados serão levados ao Conselho Deliberativo, antes que convidemos os nos- sos associados a criticá-lo e oferecer suges- tões para sua melhoria ou implementação. Esse alinhamento estratégico será revisto em novembro para definirmos orçamento de 2012, política de pessoal e metas setoriais, que possam ser cobradas ao final do exercício. Queremos ser o elo que une os participantes da FAPES e que busca melhorar sua Qualidade de Vida.

Luiz Borges
Presidente da APA